Policial militar atira em homem à queima-roupa no Complexo da Maré Leave a comment

Um policial militar foi filmado atirando à queima-roupa em um homem no Complexo da Maré, na zona norte do Rio de Janeiro. O vídeo ganhou grande repercussão nas redes sociais nesta quinta-feira (8).

Nas imagens, o policial agride o homem negro com um fuzil, mas é ouvido o disparo da arma. Em seguida, o homem é socorrido por uma mulher, sofre hemorragia e cai ferido pelo disparo. Também é possível ouvir o desespero das pessoas ao redor.

O vídeo causou indignação de lideranças políticas e comunitárias, além de comunicadores populares e ativistas dos direitos humanos que denunciaram as imagens nas redes sociais. O fundador do jornal Voz das Comunidades, René Silva, classificou o crime de “inadmissível”.

A deputada estadual Renata Souza (PSOL), que é do Complexo da Maré, criticou a política de segurança pública do governo do estado, afirmando que ela “opera pela lógica da morte”.

“Hoje, na Maré, um homem foi atingido por um tiro à queima roupa por um PM. São assustadoras e chocantes as imagens. O cotidiano dos moradores de favela é atravessado pelo terror do Estado”.

Em nota, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar disse que já identificou o agente envolvido na ocorrência.

“O policial utilizava uma câmera operacional portátil e as imagens serão disponibilizadas para a investigação. Ressaltamos que a Corregedoria da Corporação instaurou um procedimento para averiguar as circunstâncias do fato”, disse o texto.

A Polícia Civil também já tomou conhecimento do caso e abriu procedimento de investigação.

“A Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) foi acionada. Uma equipe está em deslocamento, a fim de realizar perícia de local. Outras diligências estão em andamento para apurar e esclarecer todos os fatos”, diz a corporação.

*Colaborou Tâmara Freire, do Radiojornalismo da EBC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *